Para que servem os blocos de yoga?

Se você já viu esses blocos de yoga e não entendeu sua função, aqui vai um post para você aprender o que são, quais são suas funções, seus tipos e muito mais!


Ao decidir começar no yoga, e pesquisar acessórios para a prática, você provavelmente se deparou com — e se perguntou o que eram — objetos quadrados que parecem tijolinhos.

À primeira vista, os blocos de yoga podem causar confusão. O que são? Para o que servem? Como são utilizados?

Essas perguntas podem ser muito comuns para quem não conhece o acessório, mas estamos aqui para te ajudar a entender um pouco melhor.

O que são e para o que servem os blocos de yoga?

Os blocos de yoga são acessórios utilizados como facilitadores de posturas (asanas).

São esses tijolinhos vistos em lojas e estúdios de yoga, e que podem ser de grande ajuda, principalmente, para quem está iniciando na prática.

Isso porque, com a utilização do acessório, você consegue maior flexibilidade para seus movimentos e posturas, melhorando a execução dos asanas que, inicialmente, podem não ser tão fáceis para você.

Mas mesmo pessoas já mais avançadas no yoga podem fazer uso dos blocos. Com eles, você pode não apenas ter maior conforto durante o exercício, como também tentar posturas mais complexas e ainda não dominadas.

Esses acessórios podem te acompanhar em diferentes momentos da prática, te ajudando nos asanas que você precisa estar de pé, sentado ou deitado para realizar.

Um outro aspecto bem legal dos blocos de yoga diz respeito ao fator acessibilidade e inclusão do yoga.

Isso porque, eles podem funcionar como ferramentas de auxílio também para pessoas com algum tipo de limitação de mobilidade.

Tipos de blocos de yoga: existe um ideal?

Como já falamos aqui no blog, na postagem sobre tipos de tapete de yoga, não existe acessório que seja essencial à prática de yoga.

Mas muitos deles podem aprimorar seu momento de exercício. Este é o caso de tapetes e toalhas de yoga, mas também se encaixa para os blocos.

E assim como os tapetes, existem diferentes tipos de materiais de blocos de yoga, como:

  • Cortiça;
  • EVA;
  • Madeira.

Mas algum destes tipos é o tipo ideal?

Isso vai depender das suas próprias intenções e condições.

Há quem opte por um bloco mais em conta ou quem priorize materiais ecologicamente amigáveis, por exemplo.

Para te ajudar a conhecer os tipos, e escolher o que melhor se encaixa em sua prática, aqui vão algumas informações úteis!

Blocos de yoga feito de cortiça: o eco-friendly

Entre as três opções citadas anteriormente, os blocos de cortiça certamente são a opção ideal para quem busca um acessório ecológico.

Aqui na Arimo, este acessório é feito de material retirado de uma árvore chamada Sobreiro, que tem poder de autorregeneração natural. Ou seja, quando sua casca é extraída, a árvore não morre e continua a crescer.

O material conta ainda com qualidade antiderrapante, e confere maior aderência e mais segurança na hora da prática.

O Eco Bloco Yoga Cortiça da Arimo, especificamente, é também antibacteriano e antimicrobiano.

No geral, os blocos de yoga feitos de cortiça têm mais resistência e durabilidade. Além disso, eles também contam com a facilidade de limpeza a seu favor, já que basta um pano úmido para limpá-los.

Blocos de yoga feitos de EVA: o popular

Os blocos de EVA são provavelmente os mais populares. Até porque, muitas vezes, eles são encontrados no mercado como a opção mais em conta.

Diferentes dos blocos de cortiça, os acessórios de EVA podem contar com uma textura mais macia.

Mas isso não quer dizer que, quando você apoiar seu peso sobre o bloco, ele irá se dobrar por completo ou afundar sob seu corpo.

Em comparação ao bloco de cortiça, uma grande vantagem do bloco de EVA pode ser sua leveza.

Os blocos variam de peso de acordo com seus materiais e espessuras, e o bloco feito de EVA é um dos mais leves — facilitando muito a vida de quem os carrega entre a prática de yoga e a rotina diária.

Os blocos de yoga feitos de EVA também entram na categoria “fáceis de limpar”. Você pode lavá-los com água e detergente ou até mesmo deixar que a máquina de lavar cuide disso para você. Depois da limpeza, basta deixá-los secar naturalmente.

Apesar dessas características positivas, o EVA não é um material biodegradável. Por isso, não é uma boa opção para quem busca um acessório amigável com o meio ambiente.

Blocos de yoga feitos de madeira: o clássico

Lá por volta da década de 70, quando os blocos de yoga começaram a se popularizar entre os praticantes, era padrão que fossem feitos de madeira.

A ideia de uma prática mais confortável, permitida por esses blocos, porém, batia de frente com a dificuldade de transporte dessas peças pesadas.

E talvez seja esse um dos principais pontos a se considerar antes de adquirir um bloco de madeira: você terá facilidade para transportá-lo?

Se a resposta for sim, você pode ter ao seu lado um companheiro para a vida. Isso porque, os blocos de madeira são dos mais duráveis e resistentes.

Além disso, diferente dos blocos de EVA e até mesmo dos de cortiça, os blocos de madeira apresentam uma solidez diferenciada.

São mais “duros”, por assim dizer. Mas isso não confere aspereza, na verdade, a superfície deste tipo de bloco pode ser bem suave ao toque.

Para limpar seus blocos de yoga feitos de madeira basta passar um pano molhado pelas superfícies do acessório. A secagem deve ser natural.

Blocos para apoio de ombros e cabeça

Além de todas essas particularidades de cada material, existem ainda tipos de blocos para partes específicas do corpo.

Este é o caso dos blocos de apoio para os ombros e cabeça.

Eles contam com dimensões diferenciadas, em relação aos blocos padrão, e têm uma espessura menor. Desta forma, facilitam a execução de posturas invertidas, como é o caso do halasana.

Quantos blocos devo usar?

O número de blocos de yoga utilizados em uma prática podem depender de diferentes fatores.

A começar pelo tipo de postura.

Existem asanas, como o triângulo (Trikonasana) e o triângulo torcido (Parivrtta Trikonasana), que se utilizam de apenas um bloco. Isso porque, eles exigem apenas um apoio principal.

Mas muitas outras poses são possíveis com a ajuda de dois blocos.

Um exemplo de asana beneficiado pela dupla de acessórios é a postura do celibato (Brahmacharyasana), na qual ambas as mãos servem como apoio para levantar seu corpo.

Já a chamada borboleta deitada (Supta Baddha Konasana) pode se utilizar de dois blocos para apoiar a cabeça e a parte superior das costas, resultando em uma posição menos forçosa e mais confortável.

Como usar os blocos de yoga? 

Se você conferiu o vídeo acima, já sabe que existem três formas para utilizar os blocos de yoga. Mas se você ainda não conferiu, te explicamos!

Por serem objetos no formato de um retângulo e possuírem três dimensões, os blocos de yoga oferecem três níveis, ou alturas, para sua utilização.

Usando o bloco deitado, você terá o menor nível, já que a altura corresponderá à espessura do bloco.

Desta forma, se você utilizar para apoiar sua cabeça, em poses deitadas, ela estará mais próxima do seu tapete ou do chão. 

Nível 1 – Baixo: Apoio de cabeça e poses deitadas

Como apoio para as mãos, em posturas executadas de pé, o nível baixo pode não ser a melhor opção para iniciantes, já que exige maior flexibilidade para que você o alcance.

Neste caso, é interessante que você se utilize do nível médio ou alto.

Nível 2 – Médio: postura do triângulo, posturas deitadas.

No nível médio, o bloco estará de lado, portanto, à uma distância maior do solo e menor do seu corpo.

No vídeo da Pri Leite mostrado acima, o bloco a nível médio é utilizado para as posturas de triângulo, e algumas posturas deitadas.

Mas a escolha de qual nível se adequa melhor à sua prática e às suas posturas, vai depender do seu poder de flexibilidade e da sua intenção.

Caso você procure uma prática de menos esforço e mais relaxamento, o nível dos blocos também pode ajudar.

Para o nível alto, é necessário colocar o bloco de yoga de pé. Desta forma, o bloco fica o mais distante possível do chão e o mais próximo possível de você e de seus apoios.

Nível 3 – Alto: posturas que exigem mais flexibilidade

Vamos tentar? Posturas para utilizar seus blocos de yoga

É hora de entender como os blocos de yoga podem ser um grande companheiro durante a sua prática.

Se você já adquiriu seus blocos e ainda não sabe muito bem como manuseá-los, este é o seu momento! Mas se você ainda está estudando a possibilidade de comprar um, confira a seguir algumas posturas que podem entrar na sua rotina com a ajuda desses acessórios.

Posturas de flexão para frente

As posturas de flexão para frente são essencialmente simples, mas podem se mostrar difíceis, especialmente para iniciantes, já que muitas vezes começamos na prática sem muita flexibilidade.

Mas os blocos podem ajudar bastante neste momento.

Dê play para conferir essa posição!

Com as pernas retas e a coluna alongada, você deve estender os braços em direção ao chão.

Mas, ao invés de tocá-lo, você tocará o bloco.

Lembrando que o acessório pode estar em três diferentes níveis de altura. E se você ainda encontra dificuldade em levar suas mãos ao chão, os níveis médios e alto podem ser os ideais para esta postura.

Postura do cachorro olhando para baixo

Com os pés fixados no chão e as pernas afastadas uma da outra, você deve flexionar seu corpo para frente.

As mãos devem se apoiar sobre os blocos, que ficam à frente de sua cabeça. E os braços e cabeça devem ficar alinhados.

Desta forma, você formará uma espécie de triângulo com seu próprio corpo. 

Dê play para conferir essa posição!

Para esta posição, os blocos podem ser bem-vindos para te ajudar a se equilibrar e manter a parte superior do seu corpo elevada.

Além disso, a postura do cachorro olhando para baixo executada com blocos de yoga te permitem maior flexibilidade e conforto neste momento da prática.

Postura de borboleta

Sentando-se sobre o tapete, você unirá os calcanhares na frente de seu corpo, formando a posição de borboleta.

Para auxiliar no alongamento, você deve esticar a parte superior do corpo, de forma que, com a coluna alongada, sua cabeça deve tocar os pés.

Mas, neste caso, você pode apoiar a testa sobre um bloco e adequar o nível de acordo com seu alcance.

Dê play para conferir essa posição!

Os braços devem também ficar alongados diante de seu corpo, paralelos aos lados de sua cabeça.

Já as palmas das mãos devem estar apoiadas sobre o chão.

Nesta posição, um bloco já é suficiente para te ajudar, principalmente se sua abertura de quadril e flexibilidade não estiverem em suas melhores formas.

Mistérios sobre blocos de yoga resolvidos?

Os tais tijolinhos que aparecem em vídeo-aulas, lojas e estúdios de yoga já não parecem tão estranhos, certo?

Conhecer o acessório é essencial para entender sua importância e função na prática. 

Após esse guia sobre blocos de yoga, se você ainda não é um expert no assunto, está muito próximo de se tornar.

Mas vamos recapitular:

  1. Os blocos de yoga são acessórios que te ajudam a aprimorar a prática, concedendo maior conforto e flexibilidade aos seus movimentos e posturas.
  2. Existem blocos feitos de diversos materiais, sendo os de cortiça, EVA e madeira os mais comuns no mercado. E o de cortiça é a opção com melhor qualidade ecologicamente amigável.
  3. Existem ainda blocos para partes específicas do corpo, como ombro e cabeça.
  4. As três dimensões do bloco, conferem três alturas diferentes, e permitem que você utilize diferentes níveis ao longo da prática. Com isso, você adequa o acessório às suas necessidades e limitações.
  5. Você pode usar blocos de yoga para asanas executados enquanto de pé, sentado e deitado.

E então, você pretende incluir os blocos de yoga à sua rotina? Não esqueça de conferir a loja da Arimo, que conta com blocos de yoga, tapetes e outros acessórios que podem ajudar bastante ao longo de sua prática.



A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Cadastrar

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.