Dicas para dia dos namorados: exercícios para fazer com quem você ama

Ter a companhia da pessoa amada durante o momento da atividade física pode ser um ótimo incentivo. Quer aderir? Trazemos dicas para vocês!


Às vezes tudo o que você precisa para iniciar ou manter uma rotina de exercícios é uma companhia. E não se trata apenas de ter uma pessoa para te apoiar.

Em entrevista à BBC, a psicanalista Alejandra Menassa explicou que a sensação de bem estar, criada pela liberação de endorfina, pode ser potencializada, quando compartilhada com alguém próximo.

Isso porque a afetividade entre ambos os praticantes torna a atividade mais agradável. 

Além disso, dividir uma rotina de exercícios físicos com alguém que você ama também é uma ótima forma de se conectar com o outro.

Até porque, em uma sociedade cada vez mais intensa em termos de ritmo de vida, o tempo de qualidade dedicado a alguém especial se torna ainda mais escasso.

E se tantos casais, familiares e amigos dividem hobbies e interesses, por que não compartilhar a prática de uma atividade física?

Inicialmente, para algumas pessoas, a ideia pode não parecer muito interessante e atrativa, mas vamos te ajudar a enxergar de outra forma.

Separamos aqui algumas dicas bem legais sobre exercícios perfeitos para fazer com quem se ama!

Por aqui você encontrará dicas sobre:

  • Acroyoga
  • Artes marciais
  • Treino funcional
  • Pilates
  • Caminhada e corrida
  • Danças

Então chama aquela pessoa que é sua companheira de vida, a melhor amiga, seu pet ou quem mais você quiser ao seu lado nessa jornada.

Dicas para o dia dos namorados: Acroyoga

Para quem busca uma atividade mais serena para dividir com a pessoa amada, o yoga pode ser uma ótima opção.

E esta prática, que contempla uma grande variedade de modalidades, conta com um tipo de atividade voltada especificamente para a execução em conjunto: o Acroyoga.

Se você já viu fotos de casais, em que um está sustentando o outro em poses acrobáticas, já tem alguma noção do que se trata a prática.

Por definição, como o próprio nome diz, o acroyoga combina acrobacias e yoga.

As poses originadas a partir dessa combinação geralmente são realizadas em duplas, e sempre uma das pessoas estará suspensa pela outra.

Nas redes sociais, as fotos que retratam a prática de acroyoga geram bastante admiração e curiosidade. Mas a atividade vai muito além das aparências.

Através dela, você não só mantém seu corpo ativo, como também exercita, por exemplo, a confiança em seu parceiro ou sua parceira. Afinal, é preciso confiar na habilidade da sua dupla, e ter certeza de que ela, assim como você, conseguirá exercer bem a própria função e evitar lesões.

Outro aspecto interessante do Acroyoga é a conexão que permite entre os praticantes.

Além de confiar em quem executa as poses com você, ao longo da rotina de exercícios, você e sua dupla definitivamente desenvolverão uma relação mais próxima e até mesmo uma sintonia mais acentuada.

Por contar com essas especificações, o Acroyoga se difere completamente das modalidades mais tradicionais do yoga, que visam um desenvolvimento individual.

Com o acroyoga, o foco é em evoluir em conjunto, dividindo a caminhada para uma vida de mais equilíbrio e harmonia.

Como começar no Acroyoga?

Mas é importante lembrar também que, apesar de se tratar de uma atividade super interessante, é preciso cuidado antes de chamar sua dupla e começar as acrobacias.

O ideal é que você consulte um médico antes, para averiguar a condição de suas articulações e a saúde da sua coluna, por exemplo.

Só então, é interessante buscar a instrução de um profissional da prática para desenvolver uma rotina personalizada para vocês.

Também vale ressaltar a importância de um profissional devidamente capacitado para a instrução do casal ou da dupla.

Isso porque, como em qualquer outra atividade, o instrutor será responsável pela segurança da atividade. E como se trata de um exercício que envolve acrobacias, a segurança é um fator ainda mais importante para as pessoas envolvidas.

Dicas para o dia dos namorados: Artes marciais

Assim como o yoga, as artes marciais contemplam uma gama extensa e variada de atividades físicas.

E a companhia da pessoa amada no momento desse exercício pode ser um ótimo incentivo.

A ideia de praticar uma luta com um parceiro ou uma parceira, pode parecer estranha inicialmente, mas é bom lembrar que o objetivo da prática não é machucar o outro.

Na verdade, esse tipo de treino visa a defesa pessoal e a defesa através do ataque, e não lesionar sua dupla.

E a partir do momento em que se entende isso, também compreendemos como a confiança pode ser explorada dentro da prática.

Da mesma forma como o Acroyoga exige que um praticante encontre confiança na outra pessoa, as artes marciais também envolvem o mesmo fator.

Compartilhar dessa mesma atividade também pode promover uma maior proximidade para você e sua dupla, parceiro ou parceira.

Além de dedicarem o tempo de vocês ao mesmo objetivo, vocês estarão aprendendo técnicas e aprimorando habilidades: tudo isso lado a lado.

Vale considerar ainda o papel do incentivo de uma pessoa amada durante momentos de desafios.

Essa conexão de apoio certamente te dará mais segurança para progredir dentro de qualquer que seja a arte marcial escolhida para praticar.

Outro ponto importante a se levar em consideração é em relação às mulheres dentro desse tipo de esporte.

A partir do momento em que você, que se relaciona com uma mulher,  passa a praticar com ela, você também mostra apoio à presença dela dentro de ambientes que, muitas vezes, são dominados por homens.

O apoio se estende ainda à independência e segurança da mulher.

Apesar de treinarem juntos, a prática de artes marciais pode dar mais autonomia à sua companheira na hora de se defender.

Dicas para o dia dos namorados: Treino funcional

Para quem busca dinamismo e uma opção divertida de atividade física, o treino funcional pode não ser a primeira alternativa que vem à mente.

Mas o exercício pode ganhar exatamente essas características quando trabalhado em casal e/ou dupla.

Isso porque, segundo relato do educador físico João Paulo Manechini ao portal Go Outside, a presença de uma outra pessoa pode tornar a atividade mais estimulante.

Mas é preciso ter atenção para que toda a animação e diversão do exercício compartilhado não tire seu foco do objetivo real da atividade.

Mesmo ao lado de quem amamos, em meio a conversas e uma competição saudável, a disciplina é indispensável.

E isso não apenas pensando em alcançar resultados, mas também porque a dispersão pode causar acidentes e até mesmo eventuais lesões.

No caso do treino funcional, as opções de exercícios para executar em dupla são muitas, o que proporciona ainda maior variedade para sua prática.

Você pode investir em diferentes séries a cada dia. O vídeo abaixo, por exemplo, mostra uma sequência bem simples que inclui modalidades de exercícios amplamente conhecidos, como abdominal, agachamento e prancha.

Além dos exercícios e da companhia, vale ainda colocar aquela música que você e sua dupla curtem, para tornar o momento da atividade ainda mais divertido e produtivo.

Dicas para o dia dos namorados: Pilates

Apesar de ser frequentemente considerado um exercício individual, com foco no relaxamento e desenvolvimento pessoal, o Pilates também é uma opção interessante para duplas.

E quando falamos da companhia para esta atividade, não é apenas sobre a presença de um instrutor ou uma instrutora, mas sim de alguém para realizar os exercícios com você.

Mas isso também não dispensa a presença e auxílio de um profissional capacitado para orientar a dupla.

Na aula de pilates acima, por exemplo, você consegue ver como é possível adequar a atividade para usar apenas o peso do próprio corpo, e com o auxílio de outra pessoa.

Isso faz com que o exercício se torne mais acessível, já que dispensa acessórios.

E como a própria aula incentiva, permite também que seja uma boa opção para manter a atividade em casa.

Diferente do treino funcional, o mais indicado é que a prática seja realizada em silêncio — o que pode ser um grande desafio para alguns casais e duplas.

Mas o desafio também pode se traduzir em uma maior conexão entre os praticantes, assim como em uma melhor concentração sobre seus movimentos, a sintonia do exercício, e o relaxamento que este proporciona.

A execução do Pilates em dupla, porém, se assemelha às outras atividades já citadas aqui no texto quando diz respeito ao desenvolvimento de seus praticantes.

Isso porque, quando trabalhamos bem junto com outra pessoa, o desempenho é potencializado, trazendo resultados mais rápidos.

Dicas para o dia dos namorados: Caminhadas e corridas

A caminhada e a corrida definitivamente estão na lista de exercícios mais tradicionais.

E talvez por isso, sua prática em dupla não seja novidade para ninguém.

Na verdade, os dois exercícios são bem conhecidos por suas qualidades comunitárias, ou seja, que inclui duas ou mais pessoas.

No caso da caminhada, existe sempre a possibilidade de se tornar um exercício menos massivo.

Afinal, ao lado de alguém que você gosta, você pode caminhar até mesmo enquanto joga um pouco de conversa fora — além de proporcionar os benefícios citados anteriormente em outras atividades, como o dinamismo.

O ideal, para trabalhar em conjunto durante caminhadas e corridas, é estar em sintonia. E para isso, o diálogo entre as pessoas envolvidas também ganha importância, já que ambas podem conversar e entrar em um acordo sobre o ritmo que manterão durante o exercício.

Mas novamente, é importante não se dispersar do objetivo da atividade.

Quando você conversa com alguém enquanto caminha ou corre, por exemplo, você pode não ter uma dedicação 100% durante a atividade, o que pode prejudicar sua evolução. 

Uma dica é deixar esse diálogo, e até mesmo outras conversas, para um momento indispensável para ambas as atividades: a hora do alongamento.

Dicas para o dia dos namorados: Danças

Enquanto estamos em quarentena, sair para dançar com quem gostamos ainda não é uma possibilidade.

Mas você pode saciar essa vontade com uma sessão de dança em casa. E além de se divertir, você pode também se exercitar através disso.

O que não falta são opções de danças como atividades físicas que podem embalar não apenas o seu dia dos namorados, como também o cotidiano conjunto.

E a escolha do tipo de dança vai da preferência pessoal de cada casal e/ou dupla.

Aqui no blog, inclusive já abordamos diferentes modalidades.

E deixamos a dica, se você quer tentar algo diferente, para sair um pouco da rotina, vale experimentar o Yoga Dance. A prática ressalta a união natural de ambas as atividades e propõe meditação e renovação de energia de uma forma bem divertida.


Para concluir…

Com essas dicas, já dá pra montar toda uma programação temática para passar mais um tempinho com quem amamos, certo?

Praticar exercícios juntos é dividir tempo de qualidade e ainda descobrir novas formas de desenvolvimento com quem queremos que evolua ao nosso lado.

E lembre-se: a evolução em conjunto é sempre especial e compensadora.



A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Cadastrar

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.