Como complementar minha rotina de exercícios com o yoga?

Sozinho, o yoga já é uma potência transformadora. Mas o yoga como atividade complementar, aliado a outros exercícios, também pode te surpreender. Quer saber mais? Segue com a gente!


Estamos sempre falando aqui no blog sobre como o yoga pode oferecer os mais diversos benefícios a seus praticantes. Mas a verdade é que a prática acrescenta não apenas ao desenvolvimento pessoal, mas também aprimora atividades. E hoje vamos abordar aqui o poder do yoga como atividade complementar.

Talvez este não seja um assunto falado com tanta frequência — ou pelo menos a frequência necessária para dar à prática o devido reconhecimento por isso — mas é até bem simples de entender.

Mas como complementar minha rotina de exercícios com o yoga?

Parando para analisar, não é difícil compreender como o yoga pode ajudar a combater a ansiedade antes de uma competição esportiva, por exemplo. E também fica fácil de visualizar como a prática pode preparar seu corpo para um melhor desempenho em outras atividades.

Mas como tudo isso acontece? Qual é a explicação e de que formas práticas o yoga pode ajudar seu praticante em outros exercícios?

Siga com a gente neste texto, e te contamos um pouco mais sobre este que nem mesmo é um mistério, mas sim um tema que gera dúvidas e curiosidades.

Benefícios do yoga como prática complementar

Assim como são muitos e diversos os benefícios do yoga, sua prática ganha novos contornos quando se une a outras atividades.

Mas quais são os pontos positivos resultantes dessa combinação?

1. Redução dos efeitos da hipertensão

Segundo estudo do HG SMS Hospital, na Índia, a união entre yoga e exercícios aeróbicos podem reduzir os efeitos da hipertensão.

O experimento avaliou 750 voluntários que foram divididos em três grupos: 225 pessoas se dedicaram apenas a exercícios aeróbicos, 240 praticaram exclusivamente o yoga, enquanto 285 participantes praticaram ambas as atividades.

E foi nesse último grupo que os pesquisadores observaram que a combinação de yoga e exercícios aeróbicos é duas vezes mais eficaz em reduzir os efeitos da hipertensão.

2. Redução nos níveis de estresse

O mesmo estudo revelou ainda que, assim como quando o yoga é praticado independentemente, sua combinação com exercícios aeróbicos resulta também na redução nos níveis de estresse.

E esse ponto vale tanto para o estresse mental quanto o físico e vascular.

3. Pode ajudar pacientes com doença arterial coronariana

Ainda na avaliação do HG SMS Hospital, foi constatado também que combinado com exercícios aeróbicos, o yoga pode ajudar no tratamento da doença arterial coronariana.

4. Redução de dores musculares

Assim como existem os benefícios da combinação entre yoga e outras atividades físicas, há também o impacto positivo do yoga sobre outros exercícios.

Um exemplo disso é a redução de dores musculares, resultantes de diversas atividades físicas, e que podem ser aliviadas através da prática do yoga.

5. Ajuda no preparo físico

Seguindo a mesma lógica desse sistema de troca entre as atividades praticadas por uma pessoa, o yoga pode beneficiar ainda o preparo físico.

Isso porque a prática de yoga fortalece sua musculatura e promove melhora na flexibilidade e na respiração.

E a melhora nesses e outros aspectos, gerados pelo yoga, podem potencializar seu desempenho em demais exercícios.

Vale lembrar ainda que o yoga também contempla aspectos psicológicos, reduzindo sintomas de ansiedade e depressão, que também podem afetar o desempenho em outras atividades.

Como atrelar o yoga a outras atividades?

Para complementar sua rotina de exercícios com o yoga, diversas combinações de exercícios podem revelar o poder dessa aliança.

Essas combinações podem ser feitas nos dias de descanso. Ou seja, naqueles dias que você não realiza a atividade aeróbica.

Segundo o estudo ‘O yoga como treino complementar para atletas amadores’, publicado na Revista de Saúde da AJES, o yoga atrelado a outro exercício físico pode aprimorar “flexibilidade, equilíbrio, agilidade, resistência, fortalecimento do core e da concentração.”

Esses ganhos podem ser diferentes ainda de acordo com a atividade com a qual o yoga trabalha simultaneamente.

A exemplo disso, o estudo avalia o papel da prática atrelada até mesmo ao mountain bike.

Por esse tema, você pode ver como as atividades que, aparentemente, não se relacionam em nada, podem dialogar e, juntas, impactar positivamente a vida de seus praticantes.

Yoga como atividade complementar ao mountain bike e exercícios com bicicleta

No caso específico da combinação entre yoga e mountain bike, o estudo considerou a experiência de um homem de 59 anos, que há quatro anos é competidor amador na modalidade.

O indivíduo, que pratica yoga três vezes por semana, relatou melhora na respiração, no foco durante a atividade, fortalecimento do core, e alongamento dos músculos mais trabalhados durante o mountain bike.

E continua: “consegue alongar o corpo e sentir sua musculatura mais relaxada após as práticas, bem como a percepção de uma melhora na sua amplitude articular.”

Além do mountain bike, ciclistas no geral podem se beneficiar de um treino complementar composto pelo yoga.

Isso porque a atividade pode aliviar a tensão nos ombros, quadril, lombar e quadríceps, resultantes de longos períodos de tempo na bicicleta.

Yoga como atividade complementar para atletas

Um exemplo que mostra a eficácia do yoga como atividade complementar para atletas é o da seleção brasileira de handebol durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Eles utilizaram a prática e a meditação para diminuir o sentimento de pressão e ansiedade por jogar em casa.

A implementação do yoga nos treinos da seleção tinha como objetivo preparar os atletas para ignorar influências externas e focar apenas nos acontecimentos dentro de quadra.

E neste sentido, buscando o preparo para competições e avaliações, o potencial do yoga também pode ser aproveitado em diferentes modalidades esportivas.

No vídeo acima, Luigi Turisco, um dos preparadores físicos da seleção de handebol, conta justamente que trabalha a prática do yoga também com atletas de nado sincronizado e judô.

No nado sincronizado, por exemplo, as posturas invertidas podem ser uma boa ferramenta de preparo.

Já no judô, a mobilidade resultante da prática de yoga pode impactar positivamente a performance do atleta e/ou praticante amador.

Yoga como atividade complementar ao Crossfit

Segundo o portal Planeta Crossfit, algumas poses específicas (postura de alongamento intenso com os pés afastados, postura do cisne, e outras) do yoga podem ajudar bastante na prática do Crossfit.

Isso porque o Crossfit envolve movimentos rápidos e repetitivos, o que acaba resultando em tensões musculares e nas articulações.

Para que você não sinta efeitos negativos sobre essas regiões do corpo, a flexibilidade que o yoga traz, pode ser de grande ajuda.

Yoga como atividade complementar à corrida

Para os corredores, o yoga pode ser trabalhado tanto no preparo físico quanto no alívio de tensões pós-corridas.

E a diferença de momentos para a prática podem ajudar de diferentes formas. Mas independente disso, o yoga aliado à corrida promove aumento na flexibilidade, mobilidade, força muscular, e ainda pode prevenir lesões.

A instrutora Pri Leite, explicou ao Leia Agora que o yoga proporciona ainda melhor rendimento aos corredores, bem como um alinhamento correto do corpo para a atividade.

Normalmente, a prática de yoga voltada para corredores tem foco específico em algumas partes do corpo.

Pernas, joelhos, quadril e tornozelo são algumas das regiões corporais mais trabalhadas na prática, já que são delas que mais exigimos durante a corrida.

Vale lembrar que esse foco não necessariamente se aplica apenas aos corredores, e pessoas que, por algum motivo, busquem fortalecer essas partes do corpo também podem aderir às práticas voltadas para quem corre.

Yoga como atividade complementar à dança

Duas práticas que lidam diretamente com a subjetividade de cada indivíduo, a dança e o yoga também têm grande potencial quando complementares.

Na verdade, segundo um dos mais respeitados instrutores de yoga, B.K.S. Iyengar afirma que: “yoga, sendo a raiz de toda a arte, é complementar e suplementar para dança.” É uma relação natural.

Em ambas as práticas, você pode aprimorar sua flexibilidade.

Mas é no yoga que você pode encontrar maior facilidade para um caminho em direção ao foco e a consciência corporal exigidos pelas posturas e movimentos da dança.

O yoga também pode ajudar o praticante de dança a melhorar sua respiração e aliviar os músculos tensionados ao longo da prática.

Yoga e dança funcionam tão bem juntos que há ainda a junção de ambos em uma só prática: o yoga dance.

“Quando dançamos com essa consciência, de nos mover de momento a momento com presença, a Dança se torna uma forma dinâmica de Yoga, como uma meditação em movimento que nos cura, nos liberta e abre espaço para toda a energia criativa que quer se mover através de nós” – Fernanda Cunha, idealizadora do yoga dance.

O papel do instrutor na complementação de atividades

Com todas essas ideias de combinações de atividades citadas acima, é natural que você queira logo buscar as atividades ideais para complementar com o yoga.

Mas é sempre importante ressaltar o papel do instrutor nestes caminhos.

A combinação equivocada de uma atividade com o yoga, ou um grande volume de exercícios, pode acabar prejudicando seu corpo.

Então lembre-se de buscar a orientação de um preparador físico ou profissional do ramo para encontrar o equilíbrio certo para sua rotina de exercícios.

São esses profissionais qualificados, que conhecem as especificações técnicas de cada exercício, e que saberão oferecer as possíveis combinações para cada pessoa e seus objetivos.

Yoga também complementa tratamentos de saúde

Vale lembrar que além de complementar atividades, o yoga também trabalha em sintonia com tratamentos de saúde.

E, inclusive, atualmente é reconhecido e oferecido pelo  Sistema Único de Saúde (SUS) como uma prática integrativa e complementar — ao lado de outros recursos terapêuticos tradicionais, como reiki, quiropraxia e musicoterapia.

Nesses casos, o yoga e outras práticas são vistos como alternativas que utilizam “recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para prevenir diversas doenças como depressão e hipertensão.

Em alguns casos, também pode ser usada como tratamentos paliativos em algumas doenças crônicas.”


Curiosidade saciada sobre a utilização do yoga como atividade complementar a outros exercícios? Esperamos que sim! E esperamos também que este artigo tenha te inspirado a buscar novas formas de bem estar e autocuidado.

Não esqueça de consultar um profissional antes de se entregar aos benefícios do yoga e qualquer outra atividade que você deseja combinar com a prática.


A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Cadastrar

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.