Como aproveitar o inverno com o yoga

Quem disse que yoga não é capaz de esquentar durante o friozinho? Te ajudamos a encontrar motivação e aproveitar o inverno com o yoga.


A chegada do inverno — ou até de uma simples frente fria — pode ser o suficiente para acabar com sua motivação de se exercitar.

Esse desânimo sazonal não é frescura: tem explicação científica e até mesmo afeta negativamente o movimento nas academias Brasil afora. Mas as baixas temperaturas não precisam ser inimigas da atividade física.

E por isso, te ajudaremos a compreender o funcionamento do seu corpo, e aproveitar o inverno com o yoga.

Para isso, criamos esse guia prático e motivador para que você conheça as razões e soluções para a preguicinha que chega junto do frio.

Siga com a gente neste artigo e conheça mais sobre os tópicos a seguir:

  • Frio dá preguiça?
  • Hábitos para manter atividade e aproveitar o inverno com o yoga
  • Práticas específicas para aproveitar o inverno com o yoga

Frio dá preguiça?

Essa pode ser uma pergunta muito comum, já que nosso corpo parece apresentar menos disposição física sob baixas temperaturas.

E isso não é algo exclusivo da motivação para manter uma rotina de exercícios.

Na verdade, podemos ter dificuldade — ou a famosa preguiça — até para levantar da cama e nos dedicarmos a tarefas domésticas, trabalho e estudos.

Mas por que isso acontece? 

Em reportagem do telejornal Bom Dia SP, o Dr. Arnaldo Tamiso explica que a falta de disposição durante o inverno e períodos de baixa temperatura tem a ver também com a temperatura do nosso corpo.

Como a temperatura média do corpo humano é de 37ºC, em épocas frias, nosso organismo, naturalmente, tem maior dificuldade para encontrar um equilíbrio com o ambiente externo.

Por isso temos dificuldade de deixar a cama e as cobertas: elas nos ajudam a equilibrar a temperatura interna e externa. 

Na busca por equilíbrio, mesmo sem estar se exercitando ou em movimento, seu corpo está trabalhando e gastando energia para te manter em uma situação mais confortável. 

Além disso, outro fator que influencia sua motivação é a luz.

Isso mesmo, a luz natural, mais especificamente. Isso porque nosso corpo tem a tendência de funcionar melhor em dias mais iluminados. Então no frio, quando temos menos sol e mais dias escuros, a indisposição é mais frequente. 

E isso afeta ainda a produção de melatonina, o hormônio do sono que ganha força de produção quando está escuro — resultando em maior sonolência.

Já dá para entender um pouco melhor aquela vontade de dormir mais e se movimentar menos, né?

Hábitos para manter atividade e aproveitar o inverno com o yoga

Se a sensação de desânimo que chega com o frio tem não só uma, mas diferentes explicações científicas, existem também soluções para combater isso, certo?

Definitivamente.

Você pode investir em hábitos específicos para aproveitar o inverno com o yoga e até outras atividades físicas.

Então aqui damos cinco dicas de como criar e manter o hábito de realizar uma atividade física no inverno.

1) Pensando a longo prazo

Em qualquer atividade física você encontrará algum nível de dificuldade ao retomar o exercício depois de um tempo de inatividade.

Além disso, parar durante o inverno pode interromper e/ou afetar negativamente seu desenvolvimento e evolução no yoga.

Então o ideal é evitar longos períodos sem praticar esse e outros exercícios físicos.

Para isso, você pode pensar a longo prazo, mantendo suas metas e foco na continuidade das atividades físicas.

2) Praticando pela manhã/mais cedo

A preguiça em dias frios pode ser ainda mais acentuada pela manhã, quando precisamos sair do estado de relaxamento para o de atividade.

Por isso, pode ser uma boa escolha praticar yoga pela manhã, podendo apostar em estilos menos intensos da prática.

Desta forma, você começa seu dia focando em uma atividade mais tranquila e meditativa.

E como o exercício provoca sensação de bem estar, a prática influencia positivamente na energia para as outras atividades diárias — o que pode ser um incentivo a mais.

Mas se você não puder praticar logo pela manhã, vale encaixar a atividade em um horário mais cedo que o de costume.

Assim, o desgaste de energia do dia não corre o risco de afetar sua disposição para se exercitar.

3) Mantenha o corpo aquecido

Costumamos indicar aqui no blog que você escolha roupas arejadas para praticar.

Mas durante o frio é importante se manter bem aquecido.

A mudança de regra acontece porque quando está frio nosso corpo se beneficia do aumento de temperatura causado pela atividade física.

A regra de usar roupas que não impeçam a transpiração e que sejam confortáveis, no entanto, permanecem.

São elas que permitem a mobilidade da prática e uma atividade livre de desconfortos.

3) Planeje sua prática com antecedência

Essa pode ser uma dica especialmente útil para quem tem maior dificuldade para encontrar motivação para se movimentar em dias frios.

Prepare sua prática com antecedência.

Se você realiza a atividade em casa, vale deixar seu cantinho do yoga já pronto algumas horas antes da prática em si.

Para quem se dedica ao exercício logo pela manhã, vale ainda arrumar o seu espaço de prática na noite ou dia anterior.

Dessa forma, você terá apenas que desfrutar do local durante sua prática, no momento em que você preferir.

E se você pratica fora de casa é ainda mais fácil: basta deixar sua bolsa e acessórios preparados também com antecedência.

4) Beba água

Apesar de sentirmos menos sede, em comparação a épocas mais quentes, é importante manter a hidratação no inverno — até para evitar doenças respiratórias comuns da estação.

5) Vise os benefícios

Vale também ter em mente os benefícios de manter a atividade durante o inverno.

Além da energia a mais para encarar as atividades em um dia frio, você também pode ter maior facilidade para emagrecer durante o frio — se este for seu objetivo com o exercício.

Pode parecer confuso, já que o que escutamos normalmente é que comemos mais e é mais fácil engordar durante o frio.

Essa ideia parte do princípio que ao gastarmos mais energia para equilibrar a temperatura corporal e ambiente, tentamos compensar com calorias extras.

Mas isso tem mais a ver com nossa dieta. E esse gasto de energia a mais agiliza nosso metabolismo e pode ajudar no emagrecimento. 

Então, se você visa a perda de peso, também pode se beneficiar da atividade no inverno.

Práticas específicas para aproveitar o inverno com o yoga

Como o yoga é uma atividade muito versátil e adaptável, em épocas frias também conseguimos tirar o melhor da atividade, considerando o clima.

Em palavras pode parecer complicado, mas na prática é bem fácil.

Basta levar em consideração o conhecimento sobre o funcionamento do seu corpo.

Práticas mais ágeis e longas

Quando está calor, praticar um exercício que eleve muito nossa temperatura corporal pode tornar a experiência desconfortável.

A menos que seu objetivo seja realmente esse aquecimento adicional, normalmente evitamos elevar muito a temperatura de nosso corpo durante dias quentes.

Mas quando está frio, é benéfico o calor que práticas mais ágeis, e até mais longas, podem proporcionar.

Então você pode apostar em um intervalo menor entre os asanas e pranayamas, e uma realização mais rápida deles.

No vídeo abaixo você pode ver um exemplo bem básico oferecido por Tiaggo Namaste.

Nele, o instrutor mostra como o exercício de respiração conhecido como Bhastrika pode assumir diferentes intensidades no outono e no inverno, por exemplo.

Outra opção é apostar em uma prática mais longa, podendo repetir mais vezes a sequência de posturas trabalhadas no dia.

Aquecimento além dos casacos

Lembra que na parte de hábitos comentamos sobre a importância de se agasalhar para praticar durante o inverno?

Saiba que essa dica não se restringe apenas às roupas que você veste.

Você deve, claro, usar roupas que consigam manter seu corpo aquecido. Mas além disso, você pode complementar com uma manta ou cobertor. 

No vídeo abaixo, você pode conferir uma prática desenvolvida por Vinícius Della Líbera, onde você ganha o incentivo a se exercitar sob o conforto de uma coberta.

O instrutor orienta que você se enrole na manta de forma a não deixar nenhum espaço para o frio entrar. 

Você entra em contato com a temperatura exterior apenas momentaneamente durante alguns asanas.

Isso porque a utilização de uma manta pode dificultar a mobilidade na execução de algumas poses, então em alguns momentos você deve deixar esse agasalho de lado. 

Mergulhando em introspecção

Dentro dos saberes do yoga, o inverno é um momento de se aprofundar em si mesmo.

As características climáticas da temporada condicionam toda a natureza a um momento de sobrevivência com o essencial.

Para nós, humanos — e praticantes de yoga —, isso se traduz em uma introspecção mais acentuada, segundo a professora Jessica Gimenes.

E como já falamos: yoga é versatilidade.

Por isso, você pode investir em práticas que exercitem justamente sua conexão com o processo introspectivo — algo que a instrutora deu conta de desenvolver para nos ajudar. Confira no vídeo abaixo!


Com esse guia prático e motivador, esperamos que seu inverno seja tomado por boas energias e devidamente aquecido.

Tudo isso aliado a atividade para seu corpo e sua mente.

Lembre-se que a prática de yoga pode ser o momento para revigorar e trazer disposição, no geral, mas especialmente nos dias frios.

Então antes de se render àquela preguicinha, lembre-se do aconchego do seu espaço de yoga e da energia que a prática te permite sentir. Mas, principalmente, tenha em mente que, com conhecimento e os agasalhos necessários, é possível aproveitar o inverno com o yoga.


A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Cadastrar

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.