12 plantas para se ter em apartamento

Separamos aqui para você alguns exemplos de plantas para se ter em apartamento, e criar a sua própria floresta urbana.


Seja como itens de decoração ou hobby — ou até mesmo ambos —, as plantas estão ganhando cada vez mais espaço na vida dos brasileiros. 

O que já era uma tendência crescente, nos últimos anos, ganhou ainda mais força durante o período de pandemia e isolamento social. E não foi à toa. Afinal, esses organismos não apenas embelezam nossos ambientes, eles ajudam até em aspectos psicológicos de nossas vidas.

De acordo com reportagem do jornal O Globo, a presença de plantas em seus arredores pode ajudar em quadros depressivos e promover uma sensação de relaxamento.

Já o cultivo delas é ainda um exercício para a mente.

Além de tudo, quando gostamos desse cultivo, nossa rotina com as plantas pode até fazer parte de um momento de autocuidado. Isso porque, dentro do conceito de autocuidado, o equilíbrio entre as diferentes áreas da vida é necessário.

E assim como devemos nos dedicar ao estudo e trabalho, também precisamos reservar espaço para nossos hobbys e prazeres.

Só vantagens, certo? A melhor parte — que algumas pessoas vêm descobrindo apenas recentemente — é que não precisa de um amplo quintal para experimentar.

E hoje, separamos aqui algumas dicas para te ajudar, com 12 plantas para se ter em apartamento!

Confira o resumo do texto:

  • Plantas com flores para apartamento
  • Plantas para apartamentos pequenos
  • Plantas para apartamentos com pouco sol
  • Plantas para a sala do apartamento 
  • Plantas para jardineira de apartamento
  • Apartamento com tempero
  • Plantas tóxicas, crianças e pets no mesmo ambiente do apartamento?

Plantas com flores para apartamento

Há anos as flores artificiais são utilizadas como uma espécie de decoração de interior.

Mas existe também é possível investir em plantas reais com flores para levar mais beleza para seu apartamento. Sabe quais são as que melhor podem se adaptar a esse ambiente?

Orquídeas

Uma das espécies de flores mais aclamadas, as orquídeas podem ser uma ótima opção para quem quer ter flores dentro do apartamento. Mas é preciso ter bastante atenção ao posicionar a planta.

Isso porque as condições do local definem o desenvolvimento das flores.

As orquídeas, por exemplo, gostam de sol, mas não podem estar a todo tempo em contato direto com a fonte de luz natural. Uma boa opção é deixar a planta em uma janela — ou próxima de uma — durante a manhã. E quando o sol está mais quente, pela tarde, é interessante deixá-la em um espaço onde a iluminação seja mais indireta.

Lírio da paz

Se o seu apartamento é daqueles que não recebem muita luz natural direta, uma ótima opção é levar um lírio da paz para ele. Isso porque essa espécie não se dá muito bem com o contato direto com a luz do sol.

O ideal é que ela receba iluminação natural indireta — assim como as orquídeas — para que não sofra com queimaduras.

Um cuidado especial para a planta diz respeito a sua rega. É preciso regar somente quando sua terra estiver seca, mas não se deve encharcar o vaso, formando poças nele. E algumas vezes por semana, é interessante também borrifar água em suas folhas.

Os lírios da paz são também uma opção interessante para a sala do seu apê, se encaixando em uma categoria que iremos abordar mais a frente.

A espécie, que pode se tornar bem volumosa, deixando o ambiente ainda mais bonito e agradável.

Plantas para apartamentos pequenos

Se você não tem muito espaço no seu apê, e acha que por isso não tem como cultivar algumas plantinhas, pode esquecer dessa ideia. Para todo tipo de moradia existe uma plantinha possível de te acompanhar.

Cactos

As diversas espécies de cactos, por exemplo, são ótimas opções para quem vive em um apartamento pequeno.

E os mini-cactos, em especial, podem ser o ideal para esse tipo de ambiente.

Por serem plantas bem pequenas, é possível posicioná-las basicamente em qualquer parte do apartamento. O importante é verificar se há incidência de sol, onde você deixa a plantinha. Isso porque os cactos precisam de luz solar direta e intensa.

Por isso, mesmo que sua planta fique em um espaço com mais sombra, é de extrema importância que você a coloque em um local ensolarado durante o dia.

Violetas

Se você dispõe de pouco espaço, mas ainda assim quer trazer vida e cores para seu apartamento, as violetas podem ser uma ótima opção.

Diferente dos cactos, essa espécie não deve ter um contato tão direto com o sol. Apesar de gostar da iluminação, a luz solar pode ser danosa ao desenvolvimento pleno da planta, por isso, o ideal é deixá-la em um espaço bem iluminado, mas sem contato direto com o sol.

As violetas precisam de uma atenção especial na hora de serem regadas.

Isso porque elas não podem receber a água diretamente nas folhas e flores. É importante que você molhe apenas a terra, assim você garante o devido desenvolvimento à planta e beleza ao ambiente que ela ocupa.

Plantas para apartamentos com pouco sol

Como você pode ter visto nos itens anteriores, são muitas as plantas que até se desenvolvem melhor com uma menor incidência de sol. 

E além das já citadas acima, existem algumas outras opções que podem funcionar bem dentro do seu apartamento.

Peperômia melancia

Com esse nome divertido, a peperômia melancia é outra opção para quem busca uma plantinha que ocupe menos espaço no apê. 

Esse tipo de planta não aprecia um contato direto com sol forte. Por isso, também é interessante posicioná-la próxima de uma janela, mas não abaixo ou na frente da mesma. O ideal para ela é uma iluminação mais fraca, como a do sol pela manhã.

Espada de São Jorge

Conhecida por trazer proteção para a casa, a espada de São Jorge é uma ótima opção para cultivo em interiores. Apesar de tolerar o contato direto com a luz solar, a planta também se dá bem em locais com baixa iluminação e até mesmo com as baixas temperaturas de ar-condicionado.

As espadas de São Jorge também são de fácil cuidado, e não precisam ser regadas frequentemente. Além de tudo, as folhagens trazem uma beleza diferenciada para o seu apê.

Plantas para a sala do apartamento

Algumas plantas podem se encaixar melhor em determinados cômodos do seu apartamento do que em outros. E para incorporar mais vida à sala do apê, é muito comum que as pessoas invistam em plantas maiores e mais volumosas. 

Além de dar uma cara diferente para o cômodo, é comum que este espaço seja um dos mais amplos da casa, portanto um local interessante para essas plantas. 

Costela de adão 

Nesse boom de cultivo de planta, certamente quem mais ganhou destaque foi a costela de adão. A queridinha do pessoal das plantas, e protagonista de muitas fotos conceituais no instagram, é volumosa e orna super bem na sala.

Seu espaço ideal é aquele onde o sol não bata durante todo o dia, ou onde receba essa iluminação de forma indireta. Ou seja, ela se desenvolve bem dentro de um apartamento.

A diferença é que, em ambiente externo, principalmente perto de árvores, existe a possibilidade dela ganhar mais volume e altura. Algo que não é muito comum no cultivo em interiores.

Ficus

A ficus também é uma planta que funciona muito bem para a sala, o ambiente central do apartamento. 

Assim como a costela de adão, ela pode ganhar bastante altura quando cultivada ao ar livre, mas no caso de interiores, o crescimento se dá de outra forma.

Ela não será uma planta pequena, mas também não ganhará a estatura de uma árvore, como acontece com o cultivo em áreas externas.

Diferente da maioria das plantas citadas, a Ficus adora um sol. Ela suporta horas sob sol forte, mas é preciso ter atenção para não ultrapassar seu limite e causar queimadura nas folhas.

Vale deixá-la perto da janela ou sob a mesma, mas nunca em ambientes com temperatura baixa: a Ficus é calorenta.

Plantas para jardineira de apartamento

Você talvez não saiba o que é uma jardineira, mas provavelmente já viu uma. Sabe aqueles “vasos” mais longos e maiores, geralmente retangulares?

Então, esse é um tipo de jardineira. 

Esse item pode ser usado para plantar mais de uma muda de uma mesma planta, ou diferentes espécies em um só espaço. Desta forma, você pode criar composições diversas com sua jardineira, trazendo uma estética rica para seu apê.

Onze-horas

Assim como os cactos, a onze-horas ama um sol. Então, se você está trabalhando em uma jardineira de apartamento com essa planta, vale deixá-la em um local onde possa receber luz solar direta.

Vale notar também, que essa planta precisa ser regada por volta de uma vez ao dia para seu desenvolvimento pleno.

O ideal para uma jardineira de onze-horas é mantê-la exclusivamente para essa planta. Isso porque a raiz dessa espécie pode sufocar a de outras, em caso de um vaso compartilhado.

Begônias

As begônias, por sua vez, já são mais tranquilas para a convivência com outras plantas. Elas podem ser uma boa opção para quem quer trabalhar na composição estética de uma jardineira.

Por se adaptarem bem a ambientes com diferentes incidência de luz solar — incluindo sol pleno —, as begônias trazem versatilidade ao seu cultivo.

Você pode tentar misturá-las com plantas de características semelhantes, em uma jardineira, e até mesmo variar o local onde ficará.

Assim como as violetas, as begônias não devem ter suas folhas regadas, apenas a terra.

Apartamento com tempero

Apesar de a maioria das plantas citadas no texto contribuírem quase que especificamente para a estética de seu apartamento, há espécies que vão além. E é possível cultivar também algumas ervas e temperos que podem dar um sabor caseiro e diferenciado para sua cozinha.

Além de te poupar também o dinheiro gasto com essas especiarias

Manjericão

Com um aroma e sabor acentuados, o manjericão é uma planta que também pode ser cultivada no seu apê.

Por ter um crescimento vertical, a espécie não ocupa tanto espaço, mas é preciso um ambiente em que ela receba luz solar direta e diariamente. Já a rega não precisa ter a mesma frequência, sendo necessária quando a superfície da terra estiver seca.

Pimenta

Para quem curte um sabor apimentado na comida, vale investir em uma pimenteira, que tem os principais cuidados exatamente iguais aos do manjericão. 

Para seu desenvolvimento é preciso exposição direta à luz solar diariamente e rega da terra em uma frequência mais espaçada. 

Plantas tóxicas, crianças e pets no mesmo ambiente do apartamento?

Para você que divide o apartamento com crianças ou algum pet, é importante também saber se a planta que você deseja levar para dentro dele é tóxica.

Afinal, isso pode prejudicar a vida de seus pequeninos.

Principalmente porque muitas das plantas tóxicas podem ser posicionadas no chão, com acesso facilitado tanto para crianças quanto para os bichinhos. Das listadas aqui no texto, por exemplo, seis são tóxicas: 

  1. Lírios da paz
  2. Violetas
  3. Espada de São Jorge
  4. Costela de adão
  5. Ficus
  6. Begônia

Apesar de não serem tóxicas, cactos e onze-horas também podem ser perigosas para quem convive com crianças e pets.

Então vale a pena pesquisar antes de adquirir qualquer plantinha. Assim você garante o bem estar de seu apartamento.


Vale lembrar que este guia apresenta dicas básicas de cultivo de plantas, e cada espécie dispõe de características próprias e particulares.

Aprofunde sua pesquisa antes de adquirir sua plantinha.


A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Cadastrar

Banner App Arimo
Banner Pinterest Arimo
Banner Instagram Arimo

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.