Dia dos Pais Arimo com Frete Grátis para todo o Brasil - Cupom FRETEGRATIS

O que é ginástica holística?

Conheça melhor o método de exercício que visa respeitar os limites do corpo e integrar saúde física e emocional.


As pessoas que fogem de exercícios físicos por receio de uma atividade fisicamente muito exigente e exaustiva provavelmente não sabem o que é ginástica holística.

O método desenvolvido pela alemã Dra. Lily Ehrenfried funciona de uma forma diferente de atividades mais tradicionais e populares, como a ginástica aeróbica.

Isso porque a ginástica holística é conhecida e definida principalmente por seu baixo impacto.

Mas como isso funciona na prática? Continue com a gente neste texto que responderemos essas e algumas outras questões que definem o que é ginástica holística.

Confira os seguintes tópicos:

  • O que é ginástica holística? 
  • Características da ginástica holística
  • Ginástica holística na prática

Vamos lá? Para começar, vamos entender as definições!

O que é ginástica holística?

Em resumo, podemos dizer que a ginástica holística é uma forma de reeducação corporal.

A ginástica holística é uma atividade que visa não apenas a diminuição e o tratamento de dores, mas também a prevenção de dores crônicas e outras lesões e condições causadoras de dor física.

Mas este é um resumo ainda superficial sobre a prática, mostrando apenas algumas de suas principais características.

E como métodos holísticos pretendem contemplar e considerar o todo de seu campo de estudo, faremos o mesmo ao definir o que é ginástica holística.

Para quem conhece a Reeducação Postural Global (RPG) e o pilates, talvez seja mais fácil de entender o funcionamento da ginástica holística.

Isso porque as três atividades trabalham a consciência corporal para melhora na qualidade de vida.

Mas o RPG foca apenas no alinhamento da coluna, e o pilates se utiliza de aparelhos próprios da prática. 

Ginástica holística trabalha o indivíduo como um todo

No caso do método desenvolvido há menos de 90 anos pela Dra. Lily Ehrenfried, no entanto, o funcionamento é diferente.

Os exercícios da ginástica holística utilizam de materiais de apoio básicos do dia a dia, facilmente encontrados, além de visar o trabalho do corpo como um todo.

Esse último fator, inclusive, define justamente o caráter holístico da atividade, que entende a integração de nossos corpos. 

Ou seja, a ginástica holística propõe que movimentando uma parte do corpo, você também pode afetar outra região corporal.

É uma lógica até conhecida pelos ensinamentos do yoga, que entendem, por exemplo, que exercícios de respiração — pranayamas — podem trabalhar órgãos internos e melhorar o resultado de suas funções.

Além do corpo físico, a atividade também pode beneficiar a saúde mental, através da sensação de bem-estar que os exercícios provocam.

Desta forma, as pessoas praticantes de ginástica holística podem experimentar menos estresse e ansiedade, e mais relaxamento mental.

Afinal o que é essa reeducação corporal?

Mas por que a ginástica holística é uma reeducação corporal, como mencionamos ali em cima?

Bom, essa definição é baseada em outro aspecto importante da atividade.

Os exercícios que compõem esse método têm como objetivo nos fazer observar e transformar hábitos que causam dores, como movimentos do dia a dia e até a própria postura.

Os 800 movimentos

No total, a ginástica holística reúne cerca de 800 movimentos.

Uma quantidade alta, certo?

Mas ainda maior é o número de combinações com as quais podemos organizar a atividade. Mas não se preocupe, você não deve e nem precisa praticar tudo isso em uma aula. 

A ideia é reunir movimentos que possam auxiliar nos casos particulares de cada praticante.

Com isso, a atividade ganha grande abrangência, dinamismo e permite ainda um benefício sobre o qual falaremos a seguir: a inclusão.

Características da ginástica holística

Além de exercícios que trabalham todo o corpo e nos reeducam quanto a hábitos prejudiciais, outras características definem a ginástica holística. 

1) Intensidade dos movimentos

Caso você se interesse pela ginástica holística, verá, na primeira pesquisa sobre o assunto, que a prática é conhecida por promover intensidade e ritmos diferenciados.

Esta é uma atividade de baixo impacto, o que já permite que seja uma atividade menos intensa e com menor risco de lesões.

Os praticantes ainda são incentivados a desacelerar, realizando os movimentos em um ritmo mais lento e entre pausas.

2) Individualidade

A individualidade também é um ponto forte da ginástica holística por diferentes motivos.

Primeiramente: antes de começar uma aula de GH, você deve ter uma conversa com a professora ou o professor que te orientará durante a atividade.

Desta forma, é possível desenvolver um programa que se encaixe no seu caso particular, atendendo às suas necessidades e objetivos.

Durante a prática, outros dois aspectos ressaltam a individualidade da ginástica holística.

O primeiro deles é o fato do professor ou da professora não demonstrarem como você deve realizar cada movimento.

Ao invés disso, essas pessoas apenas orientam verbalmente para que cada praticante busque a melhor forma de realizar o exercício.

Assim, cada pessoa irá encontrar uma forma própria de executar o movimento proposto.

O segundo aspecto segue essa mesma linha: o respeito aos seus limites.

A ginástica holística não exige que você vá além de suas habilidades e possibilidades.

O importante aqui é conseguir se exercitar, com seus próprios recursos, sem provocar dores, incômodos, e ainda se respeitando.

3) Prática inclusiva: quem pode fazer ginástica holística?

O fato de respeitar limites e incentivar que as pessoas busquem o próprio caminho na prática também tornam a atividade inclusiva.

A adaptabilidade permite a participação de diversas faixas etárias, e pode ajudá-las de forma preventiva, terapêutica e pedagógica. 

De acordo com a Associação Brasileira de Ginástica Holística (ABGH), a atividade é tão abrangente que pode beneficiar desde pessoas gestantes — na adaptação às alterações que essa fase traz — até profissionais da arte — que lidam com a exigência de precisão, flexibilidade e harmonia no trabalho.

Mas e na prática, como a ginástica holística funciona?

Para descobrir a resposta para essa pergunta, existem algumas soluções.

A primeira delas — e mais prática, por estar a um google de distância — é a internet.

Basta dar uma pesquisada pelo termo no Youtube, por exemplo, que você encontra diversos vídeos e até canais dedicados exclusivamente à prática.

O Instituto Patrícia Lacombe, por exemplo, é pioneiro na disseminação da atividade no Brasil e está presente na plataforma com vídeos informativos.

No vídeo abaixo, por exemplo, você pode conferir a própria fisioterapeuta Patrícia Lacombe explicando um pouco mais sobre a ginástica holística e o motivo pelo qual resolveu se dedicar à atividade.

Mas muitos outros profissionais também ensinam sobre a ginástica holística no Youtube, disponibilizando, inclusive, algumas vídeo aulas. 

No vídeo a seguir, a aula foca em movimentos que visam melhora na postura, na respiração e na diminuição de dores na coluna.

Outro ponto interessante das pesquisas e vídeos online é que podemos ter uma melhor noção de como é a prática de reeducar hábitos do dia a dia.

Abaixo, você pode conferir, por exemplo, um vídeo em que a fisioterapeuta Patrícia Lacombe expõe os prejuízos e soluções para o uso frequente de celular. 

É importante lembrar que se você quiser experimentar a atividade através das aulas online, vale tentar entrar em contato com quem oferece essas aulas.

Desta forma, é possível encontrar uma orientação especializada para a sua prática, o que é essencial para que a ginástica holística cumpra sua finalidade: tratar as causas das dores. 

Se você não sabe exatamente o que vem provocando dores frequentes no seu corpo, fica difícil entender quais movimentos trabalhar ao longo do exercício.

Ginástica Holística presencial e a importância da orientação profissional

Por mais que a internet seja um mundo de possibilidades, é importante ressaltar a importância da prática presencial e profissionalmente orientada.

Caso você não se sinta confortável para uma aula em grupo, considerando o fato de que ainda estamos enfrentando uma pandemia, existe a possibilidade de uma aula individual.

Mas seja a prática individual ou em grupo, devemos reconhecer a importância da orientação profissional ao longo do exercício.

Apesar de na ginástica holística não haver demonstração por parte de professores, a figura deles continua sendo essencial.

Afinal, embora você reconheça suas dores e possa buscar por exercícios que auxiliem este tratamento, os profissionais da área têm conhecimento especializado.

E com isso podem entender suas demandas e objetivos para determinar quais movimentos da modalidade são os que melhor se adequam à sua prática. 

Onde posso encontrar Ginástica Holística presencial?

Mas existe um pequeno desafio geográfico que pode impedir algumas pessoas de aderirem às aulas presenciais de ginástica holística: a disponibilidade da atividade pelo Brasil.

De acordo com o site da Associação Brasileira de Ginástica Holística, essas são as regiões que contam com profissionais especializados na atividade:

  • Distrito Federal (Brasília)
  • Paraná (Curitiba, Londrina e Umuarama)
  • São Paulo (Americana, Atibaia, Bragança Paulista, Campinas, Cotia, Franca, Indaiatuba, Avaré, Pedreira, São Paulo, Santo André e Vinhedo)
  • Minas Gerais (Belo Horizonte, Juiz de Fora, São João Del Rei, Santo Antônio do Aventureiro)
  • Maranhão (São Luís)
  • Roraima (Boa Vista)
  • Rio de Janeiro (Resende, Rio de Janeiro, Teresópolis e Cabo Frio)

Caso seu estado ou cidade não constem na lista acima, vale buscar aulas online orientadas por profissionais dessas regiões.

Isso porque essas são as pessoas reconhecidas pela Associação Brasileira de Ginástica Holística como aptas para orientar sessões da atividade.

E se você encontrar outros profissionais oferecendo esse exercício como opção, vale ter atenção para o nível de conhecimento e profissionalização da pessoa na área.

Até porque atualmente os cursos de formação de ginástica holística são oferecidos por poucas pessoas no mundo. 

Aqui no Brasil — e em toda a América do Sul —, por exemplo, apenas a fisioterapeuta Patrícia Lacombe tem autorização para lecionar nesses cursos de formação.

E, com isso, o número de professores e professoras devidamente qualificados para oferecer esse exercício também acaba sendo afetado.


E então, o universo da Ginástica Holística te conquistou? Se você se interessou pela prática, mas ainda está na dúvida, vale a pena buscar um espaço que ofereça aulas testes. Assim você pode decidir se embarca nesse novo mundo com base em uma experiência pessoal.

A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.