Dia dos Pais Arimo com Frete Grátis para todo o Brasil - Cupom FRETEGRATIS

Retiros de meditação: o que são, como funcionam e quem pode participar?

Imagem ilustrativa para o texto: "Retiros de meditação", para o blog da Arimo.

Chega de dúvidas sobre retiros de meditação. Hoje vamos te contar o que você pode esperar desse tipo de experiência!


Quando o assunto é retiros de meditação, muita s dúvidas podem surgir na mente de pessoas interessadas — seja na própria experiência ou simplesmente no assunto. 

Pouco se fala sobre esse tipo de vivência, e as referências oferecidas por produções culturais, como filmes e séries, nem sempre é exatamente convidativa. Afinal, quem nunca viu ou ouviu falar em uma série ou filme no qual retiros desse tipo escondem personalidades e organizações com objetivos ocultos?

A realidade dos retiros de meditação, no entanto, é outra. E estamos aqui para te ajudar a entender o que exatamente esperar dos retiros de meditação. Confira o resumo deste texto:

  • Retiros de meditação: o que são?
  • O que você precisa saber sobre retiros de meditação
  • Retiros de meditação: como funcionam?
  • Retiros Vipassana
  • Retiros de meditação em casa
  • Retiros de meditação e yoga
  • Retiros de meditação: quem pode participar?

Abra a mente e venha com a gente conhecer mais sobre os retiros de meditação.


Retiros de meditação: o que são?

Quando o termo “retiros de meditação” é mencionado, qual é a imagem que aparece na sua mente?

Quando fazemos essa pergunta, é comum escutarmos respostas que envolvem um espaço localizado no coração da natureza, longe de casa, dos centros urbanos e da agitação de rotinas de trabalho e estudo. 

Normalmente, a primeira coisa que pensamos sobre um retiro desses é um cenário com aquela vibe zen, sem acesso a dispositivos digitais e os vícios nas redes sociais.

Também idealizamos um ambiente tomado por tranquilidade e desaceleração.

Algumas pessoas até mesmo enxergam tudo isso com uma lente negativa, com a qual todos esses aspectos parecem pouco espontâneos e sem sentido.

E todas essas visões e expectativas estão, em certa medida, corretas. Isto porque, cada pessoa terá uma experiência própria dentro de um retiro de meditação. Inclusive, esse é um dos objetivos da experiência: proporcionar um momento de mergulho em si mesmo, de autodescoberta. E, apesar de tudo isso geralmente ocorrer em grupo, o impacto na vida de cada um será diferente e particular.

Essas noções são o que nos ajudam a entender esse tipo de atividade.

Mas se pudermos resumir os retiros de meditação seria como um momento de completa imersão e trabalho ativo para uma melhor qualidade de vida. E, diferente do que muitas pessoas podem acreditar, nem sempre tem a ver com calmaria e um caminho para a felicidade.

Quer saber o por quê? Te contamos mais nos próximos tópicos.

O que você precisa saber sobre retiros de meditação

Imagem ilustrativa para o texto: "Retiros de meditação", para o blog da Arimo.

Como mencionamos acima, muitas vezes retiros de meditação são vinculados à ideia de tranquilidade, calmaria, felicidade, harmonia. E tudo isso pode ser, de fato, alcançado através de passagens por esse tipo de atividade.

Mas é preciso, antes de tudo, definir que esses aspectos não definem os retiros de meditação.

Na verdade, retiros de meditação, tradicionalmente, são bastante desafiadores. Afinal, o ambiente dessa atividade propõe processos intensos para seus participantes, como reconsiderar suas certezas e enfrentar dores psicológicas, emocionais e até mesmo incômodos físicos.

Então, algo que você precisa saber sobre retiros de meditação é justamente o quão desafiadora é a experiência. Outro ponto interessante para entender, antes de se aventurar em um retiro, diz respeito ao preparo.

Nem todas as pessoas podem estar preparadas para tudo o que podem vivenciar em um retiro de meditação. É comum, inclusive, que alguns participantes abandonem a experiência antes mesmo de seu fim. Então, é importante você avaliar sua mentalidade, e buscar a orientação de um profissional que possa te ajudar a entender se o retiro é válido neste momento.

Vale lembrar ainda que retiros de meditação não serão sempre a mesma coisa, e não existe um único padrão para esse tipo de evento. O que existem são diferentes tipos de retiros de meditação, com diferentes métodos de atuação.

Então, lembrando, retiros de meditação são:

  • bastante desafiadores
  • atividades que exigem preparo de seus participantes
  • um tipo de evento diverso, que inclui diferentes tipos de experiências e métodos

Retiros de meditação: como funcionam?

Sabendo agora o que são os retiros e o que eles exigem de você, pode surgir uma dúvida muito comum: como eles funcionam?

No tópico acima explicamos que não existe apenas um padrão que define os retiros de meditação, certo?

E é exatamente isso que você precisa entender aqui. É possível encontrar retiros que acontecem em ambientes externos, em contato direto com a natureza, assim como retiros em que não é permitido nenhum tipo de comunicação com demais participantes.

Novamente, os métodos são diversos. E na hora de escolher um tipo de retiro para participar, é extremamente importante conhecer essas diferentes abordagens. Até porque através disso, você pode entender se seu preparo mental está, de fato, de acordo com o que o evento propõe e exige de quem participa dele.

Para você conhecer um pouco mais desses tipos de retiros e como funcionam, separamos aqui alguns exemplos.

Retiros vipassana

Para quem não sabe, existem também diferentes tipos de meditação.

E a meditação vipassana é uma dessas modalidades, e pauta justamente a experiência de um retiro vipassana. Nele, participantes são submetidos, ao longo de dez dias, a um período de silêncio.

“Ao longo dos 10 dias, você seguirá Sīla, um código de disciplina pelo qual você se abstém de falar e fazer ações que sejam prejudiciais a você e aos outros. Durante os primeiros três dias e meio, você praticará a Meditação Anapana, a observação da respiração, para ajudar a acalmar e concentrar a mente. E então, do quarto dia em diante, você praticará Vipassana, a meditação da purificação mental por insight,” descreve a organização Dhamma — responsável por esse tipo de atividade.

De acordo com o site da Dhamma, no Brasil, existem sete espaços que oferecem retiros vipassana.

E a organização alerta: “Este curso de meditação é uma tarefa muito séria. Se você sentir que está realmente pronto para fazê-lo, para trabalhar diligentemente e seguir as instruções cuidadosamente, você receberá um grande dom de sabedoria.”

Se você se interessou pelos Retiros Vipassana, segue uma sugestão de leitura sobre uma experiência contada em primeira pessoa.

Nele, a autora detalha cada um de seus grandes desafios vivenciados durante a experiência e como isso trouxe mudanças inesperadas para sua vida.

“O curso/retiro de Vipassana não me curou da insônia ou ansiedade de forma permanente. Em vez disso, me forneceu uma ferramenta valiosa: mostrou que eu podia administrar minha mente mais do que imaginava. Ao fazer isso, me senti mais no controle da catastrofização*, apesar de ela estar sempre lá,” conta Jodi Ettenberg no artigo.

Retiros de meditação em casa

Imagem ilustrativa para o texto: "Retiros de meditação", para o blog da Arimo.

Para quem não tem muita disponibilidade, os retiros de meditação em casa podem ser uma das opções mais acessíveis. E sim, é possível fazer um retiro de meditação dentro da sua própria casa. 

Obviamente, os desafios da atividade nesse tipo de ambiente são outros.

Afinal, os espaços que você ocupará durante esse retiro são frequentemente vinculados à rotina diária e ideias diferentes do que um retiro externo propõe. Fora de casa, você pode ter maior facilidade para se distanciar dos arredores e mergulhar em si mesmo. Mas isso não faz do retiro caseiro algo impossível.

Outra diferença entre os retiros externos e em casa é o fator orientação e responsabilidade. Em atividades do tipo realizadas em centros e espaços desenvolvidos para isso, outra pessoa irá preparar tudo e te dizer o que deve ser feito ao longo do período.

Já em casa, tudo isso fica sob sua responsabilidade.

Se você é iniciante na prática e busca, através dos retiros de meditação, um processo de aprendizado, talvez esta não seja a melhor opção.

E se você já tem familiaridade com a meditação, mas não pode, no momento, parar alguns dias para se dedicar a um retiro tradicional, a atividade em casa já pode ajudar.

E aí, cabe a você entender quais são suas necessidades para determinar o método que vai aplicar a esse momento, a duração do seu retiro e demais detalhes.

Vale investir em um período completamente off de redes, sem acesso a dispositivos eletrônicos, e de dedicação total à meditação e práticas de autocuidado, por exemplo.

Nesta leitura sugerida, você confere possibilidades, orientações e o compartilhamento de experiências pessoais ao realizar um retiro de meditação em casa. 

Retiros de meditação e yoga

Imagem ilustrativa para o texto: "Retiros de meditação", para o blog da Arimo.

Yoga e meditação andam sempre juntas a ponto de muitas pessoas acharem que são as mesmas coisas. Não são.

Mas, como já abordamos aqui no blog, são práticas complementares, e, por isso, funcionam tão bem em retiros que buscam levar seus participantes a um caminho de equilíbrio.

Neste tipo de retiro, não há muito mistério.

Seu período de duração, basicamente, une as duas atividades em uma rotina desacelerada. Geralmente, esse tipo de retiro também leva seus e suas participantes para um recanto de natureza, onde é possível justamente diminuir o ritmo e ter um contato mais direto consigo e com o universo.

Os retiros de meditação e yoga podem ser especialmente benéficos para quem busca, além da quietude, movimentação para o corpo e mente.

Afinal, além dos momentos em que participantes meditam, existem também momentos de atividade física propriamente dita. Além disso, há também a possibilidade de uma troca mais direta com quem você divide essa experiência.

Outro ponto positivo é que este tipo de retiro pode contemplar pessoas de diferentes níveis de compreensão em ambas as práticas.

Então, se você nunca teve experiência com meditação ou yoga, é possível encontrar um evento voltado especialmente para iniciantes.

Retiros de meditação: quem pode participar?

Se você ainda está em dúvida se determinado retiro é para você, aconselhamos uma pesquisa. Procure por pessoas que já estiveram em situação semelhante à sua e passaram pela experiência, pergunte a profissionais da área sua opinião sobre eventos e suas modalidades. 

Basicamente qualquer pessoa pode participar de retiros de meditação, mas como já mencionamos, cada um desses eventos trabalha com um método.

Há também diferença no nível de preparo que algumas pessoas precisam para embarcar nessa experiência. 

Então, vale começar o autoconhecimento que os retiros de meditação podem te oferecer, antes mesmo de participar de um. Sabendo em que momento da vida você está e qual é a sua mentalidade diante das práticas dessa experiência, você poderá fazer uma boa escolha.

Na dúvida, não hesite em procurar orientação.

A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.