Yoga no período menstrual: tudo que você precisa saber

Imagem de capa do texto Yoga no período menstrual.

Dúvidas sobre yoga no período menstrual? Te ajudamos a entender melhor o que pode e não pode durante esta parte do seu ciclo.


O Yoga no período menstrual é um tema de muitas opiniões. Você pode encontrar desde praticantes até professoras e professores que não aconselham a atividade durante este momento.

Por outro lado, você também pode se deparar com quem incentive que você não deixe de praticar yoga durante a menstruação.

Então, quando perguntamos se é aconselhável realizar yoga no período menstrual, em que respostas devemos acreditar?

Ao longo deste texto te ajudamos a entender o que é a melhor opção para você, seu corpo e sua mente. Vamos lá?

Confira o resumo deste artigo:

  • Yoga no período menstrual: é hora de conhecer e respeitar seu corpo
  • Sintomas comuns durante a menstruação
  • Benefícios do yoga no período menstrual
  • É verdade que posturas invertidas não são aconselháveis para o período menstrual?
  • Em quais asanas posso investir durante o período menstrual?
  • Yoga durante a TPM: o que posso fazer?

Yoga no período menstrual: é hora de conhecer e respeitar seu corpo

O conhecimento do próprio corpo e o respeito que você dedica a ele devem ser alguns dos pilares que orientam sua prática de yoga. E durante o período de menstruação não é diferente. 

Mas é inevitável reconhecer que nossos corpos mudam durante este espaço de tempo.

Antes da menstruação, é comum que algumas pessoas experienciem inchaços, durante a menstruação, outras pessoas enfrentam cólicas fortes e dores na lombar…

As possibilidades são diversas. Há, inclusive, casos de quem passe por essas mudanças de forma indolor ou sem grandes incômodos.

E é pelo fato desse processo ser particular a cada pessoa, que devemos reconhecer a importância do autoconhecimento.

É através dele que podemos entender o funcionamento do nosso corpo e como ele pode ser afetado durante a prática de yoga.

Caso você tenha conhecimentos avançados de yoga, é possível que consiga determinar quais asanas devem fazer parte da sua atividade durante a menstruação.

Mas, se esse não for o caso, vale expor para quem te instrui na prática, para que essa pessoa adapte sua rotina de yoga ao momento que seu corpo está vivendo.

Então, agora, quando você se perguntar se deve ou não praticar yoga no período menstrual, lembre-se: seu corpo é quem te dará a resposta.

E quem te orienta na prática é quem deve complementar esse diálogo, trazendo os conhecimentos técnicos e aliando ao seu autoconhecimento.

Um outro lembrete importante é: mantenha o respeito sobre aquilo que você conhece de si. Não submeta seu corpo a condições e posturas que prejudicam o processo natural pelo qual você está passando.

O mesmo vale para caso você sinta forte desconforto mesmo com orientações profissionais. Pare a sua prática, escute seu corpo e respeite seus limites.

Imagem ilustrativa do texto Yoga no período menstrual.

Sintomas comuns durante a menstruação

Apesar de cada pessoa passar pelo período de menstruação de uma forma própria, existem sintomas que são mais comuns a esse momento do ciclo. Alguns dos sintomas comuns durante a menstruação são:

  1. Cólicas (dismenorreia primária: causada pelo funcionamento natural do corpo de pessoas que menstruam/ dismenorreia secundária — causada por patologias como endometriose e miomas)
  2. Dores de cabeça e nas costas
  3. Inchaço e retenção de líquidos
  4. Oscilações de humor
  5. Indisposição

Os itens listados acima também podem se fazer presente durante o período pré-menstrual. Na verdade, eles podem ser mais comuns na chamada TPM. 

Durante a menstruação, por sua vez, esses sintomas vão, aos poucos, diminuindo.

É preciso dedicar uma atenção especial ao funcionamento do seu corpo nesses dois períodos. Em caso de incômodos e dores muito fortes, é aconselhável que se busque orientação médica.

E profissionais ginecologistas poderão determinar se o que você enfrenta deve ser tratado com medicações.

Mas, para além de possíveis tratamentos médicos, existe também o yoga, que, assim como diferentes atividades físicas, pode ajudar a aliviar sintomas do período menstrual.

Benefícios do yoga no período menstrual

A lista de benefícios do yoga no período menstrual é quase um espelho da lista de sintomas. Isso porque, algumas das áreas afetadas pela prática contemplam justamente esses problemas.

Confira abaixo alguns dos benefícios do yoga:

1) Alívio das cólicas

De acordo com uma metanálise publicada no Complementary Therapies in Clinical Practice, “yoga é uma intervenção eficaz para aliviar a dor menstrual em mulheres com dismenorreia primária.”

2)Diminuição de dores de cabeça e nas costas

Os asanas são incríveis para aliviarem essas dores. Até mesmo os mais simples, como o cachorro olhando para baixo, a ponte e a prece maometana são ótimos para o alivio de dor nas costas.

Com a respiração funda, eles também vão dar uma sensação de relaxamento.

3) Balanceia as oscilações de humor

A irritabilidade gerada durante o período de pré-menstruação e de menstruação é uma realidade para muitas pessoas. Mas a prática de yoga pode ajudar a balancear as oscilações de humor.

Isso porque as técnicas utilizadas pelo yoga — asanas, pranayamas e meditação, por exemplo — atuam de forma a relaxar corpo e mente. Através de um funcionamento que exige foco e propõe uma diminuição no ritmo físico e mental, praticantes de yoga podem experimentar alívio de estresse.

E isso, em um momento tão delicado como a menstruação, pode ser especialmente positivo.

Outros benefícios do yoga no período menstrual incluem:

  1. Melhor disposição para atividades
  2. Diminuição de inchaço e retenção de líquidos
  3. Fortalecimento do assoalho pélvico (que pode impactar nas cólicas)
Imagem ilustrativa do texto Yoga no período menstrual.

É verdade que posturas invertidas não são aconselháveis para o período menstrual?

Uma afirmação muito comum que você pode encontrar quando pesquisa sobre yoga no período menstrual é que não se deve realizar posturas invertidas nesse momento do ciclo.

Mas vale ponderar sobre essa máxima. Até porque, lembra que falamos ali em cima sobre como cada corpo reage de uma forma ao ciclo da menstruação?

Em conversa sobre posições invertidas, a professora de yoga e parceira da Arimo, Nina Tassi, compartilhou sua visão sobre este tema.

Arimo: Ao pesquisar em ferramentas de busca, é comum encontrar resultados que apontam algumas contra-indicações para a execução de posturas invertidas. Uma delas chama atenção: a de que pessoas em período de menstruação não devem apostar nesses asanas. Isso é verdade?

Nina: Não existe comprovação científica de que a posição invertida atrapalhe o ciclo menstrual. O que existe são crenças e experiências pessoais, até porque a menstruação não depende da gravidade, nem é algo impuro ou tóxico que nos prejudicaria se “voltasse”. 

Algumas pessoas realizam invertidas com muita dificuldade, o que pode ser um grande desconforto durante o período menstrual.

Por outro lado, muitas pessoas realizam com facilidade, e pode ser bastante prazeroso realizar uma invertida, principalmente por conta do alívio da pressão na coluna lombar.

O importante é sentir e respeitar o seu corpo, não existe contra indicação.

A visão da profissional reforça a noção de que praticantes e instrutores devem entender que cada corpo é um corpo. E as particularidades de cada pessoa é que vão determinar se as posturas invertidas devem mesmo ser evitadas. 

Não deixe de tirar suas dúvidas com sua instrutora ou seu instrutor de yoga, e garanta uma prática mais confortável para o seu processo.

Em quais asanas posso investir durante o período menstrual?

Como você já pode imaginar, há diferentes asanas que cada pessoa pode se sentir mais confortável em realizar durante o período menstrual.

Mas, de acordo com o portal Flo, há estudos que comprovam que três posturas podem ser benéficas para quem está passando pela menstruação. São elas:

  1. Posição da cobra (Bhujangasana)
  2. Posição da vaca/do gato (Marjaryasana)
  3. Posição do peixe (Matsyasana)

Isso porque esses asanas ajudam a alongar as costas e fortalecer o assoalho pélvico e, consequentemente, podem ajudar a diminuir cólicas menstruais.

Como executar esses asanas?

Quer saber como realizar essas posturas? Confira os vídeos e as descrições abaixo.

Mas lembre-se: é sempre interessante ter a orientação de profissionais qualificados, principalmente quando você está iniciando na prática. Desta forma, há a possibilidade de  possíveis erros de execução serem corrigidos.

Executando a posição da cobra

Para a posição da cobra, é necessário primeiramente se deitar de bruços, ou seja, com a barriga colada no chão.

Vagarosamente, você deve posicionar suas mãos ao lado do corpo, sobre o chão, na altura do peito, para, então, aos poucos, esticar os braços, levantando a parte superior do seu corpo e alongando as costas.

Abaixo, você confere um vídeo com instruções detalhadas e cuidados específicos para a execução da postura.

Executando a postura do gato

Começamos na posição de quatro apoios — atenção para as mãos, que devem estar alinhadas aos ombros, e aos joelhos, que precisam estar na mesma linha do quadril.

Uma vez que nos posicionamos assim, passamos para a execução da posição da vaca: ao inspirar, você levanta a cabeça e o bumbum, fazendo com que sua barriga desça. É como se algo estivesse te puxando levemente para baixo pelo umbigo.

Em seguida entramos na posição do gato.

Nela, ao expirar, você eleva as costas, no sentido contrário ao que você acabou de fazer. Aqui é como se estivessem te puxando para cima. A coluna deve arquear e sua cabeça vai para baixo.

Confira o vídeo para maiores detalhes sobre a postura.

Executando a postura do peixe

Para a postura do peixe você precisa, primeiro, se deitar de forma reta sobre seu tapete. Com os pés e pernas colados, você posicionará suas mãos abaixo do corpo, posicionando-as por baixo das suas coxas. 

A partir daí, você deve elevar a parte superior do seu corpo, passando a apoiar seu peso sobre seus cotovelos.

Vagarosamente, jogue a cabeça para trás de forma que consiga apoiá-la no chão.

Yoga durante a TPM: o que posso fazer?

Outra fase muito importante para mudanças e sintomas físicos e mentais, durante o ciclo menstrual, é o período pré-menstrual. É nesse momento em que muitas pessoas vivenciam alguns dos principais incômodos dessa fase, como inchaços, cólicas e irritabilidade.

E, assim como no período menstrual, essa parte do ciclo também pode se beneficiar de alguns asanas específicos.

Em um conteúdo desenvolvido exclusivamente para a Arimo, a professora de yoga Nina Tassi listou cinco posições que podem te ajudar durante a TPM:

  1. Posição da vaca/do gato (Marjaryasana)
  2. Posição da mesa (Marjariyasana)
  3. Posição do barco (Navasana)
  4. Posição da pinça invertida (Halasana)
  5. Posição do amor próprio

Confira o vídeo abaixo para conhecer a execução de cada uma dessas posturas.


Lembre-se de respeitar e valorizar seu ciclo e seu corpo.

Em caso de dores e incômodos frequentes, busque orientação médica. E se você se sentir mal com dores e incômodos em práticas de yoga no período menstrual, converse com sua professora ou seu professor.


A gente sempre tem coisas legais pra te contar!

  1. Descontos exclusivos para nossa lista de emails.
  2. Enviamos conteúdos informativos.
  3. Novidades sobre nossos produtos e promoções.
  4. Enviamos poucos emails.
  5. Você pode sair da lista a qualquer momento.
  6. Respeitamos sua privacidade: não rastreamos seu email.

Cadastrar

Banner App Arimo
Banner Pinterest Arimo
Banner Instagram Arimo

Utilizamos cookies para o funcionamento de nossa loja online. Também utilizamos cookies de terceiros para personalização de experiências de anúncios nas plataformas deles.